Menu de Páginas do Blog

Gestão | Empreendedorismo | Carreira

O que se espera de um bom Administrador – 4ª parte

São muitas as tarefas do dia a dia do bom administrador. A principal delas, é agradar gente. E isto deve ser feito através de uma boa prestação de serviços. Direta ou indiretamente. Para complicar, geralmente, o administrador está, digamos, no olho do furacão: de um lado, o chefe, os acionistas, os proprietários, os sócios. Do outro, os colaboradores, os fornecedores, os clientes, o mercado. Ele, visado, mirado, requerido, responsabilizado, no meio. Vida nada fácil.

Para cumprir a sua missão e não terminar maluco ou com a reputação lá embaixo, deverá aprender a organizar seus pensamentos e atitudes. Deverá definir o método de trabalho para cada atividade, medir e destinar os recursos(financeiros, humanos, tecnológicos, etc), dirigir a empresa e decidir a maneira como irá desenvolver o trabalho. Deve conhecer o suficiente de finanças e contabilidade, impostos, marketing, relacionamentos, solução de conflitos, negociação e outras cositas mais. Neste parágrafo morre o suspiro em forma de pergunta “Pra quê ficar 4 anos na faculdade?”.

Vantagens do bom Administrador

Mas o lucro vem no percurso. Quando gerenciamos eficiente e eficazmente as nossas ações e serviços, há uma série de ganhos. Entre eles: o menor desgaste da empresa, o serviço é realizado de forma mais rápida, os funcionários se cansam menos, os recursos são melhor aplicados, os retornos são mais evidentes, os clientes e os patrões ficam felizes. São muitas as vantagens do planejamento bem executado. A principal, talvez, é que empresa passa a ser benquista pelo mercado.

Falando assim parece bonito. Mas, na prática, não, não o é. Para atingir o nível máximo de excelência no gerenciamento, o administrador deve manter em mente e priorizar estes dois atores: a equipe(os patrões inclusive) e o mercado(clientes, fornecedores e concorrentes inclusive). Tarefa difícil.

Difícil porque todos eles divergem imensamente em níveis de acesso, de cultura e intelectualmente. Também, pudera, são pessoas. E pessoas são diferentes, com interesses diversos. Esperar comportamento idêntico de todos talvez seja querer demais. Mas, pelo menos, é possível administrá-los bem, de maneira que convirjam em um ponto: a satisfação com a sua administração. Como? Satisfazendo as suas expectativas.

Explico melhor: O quê cada um destes atores esperam da sua empresa? Por exemplo: a equipe, espera ser bem recompensada; o cliente quer ser bem atendido e resolver um(ou vários) problemas; o patrão quer lucro, etc. O pepino, como sempre, está na mão do administrador. Se ele conseguir esta façanha, as chances da organização que administra ter longa vida, são enormes. Pois ele consegue fazer com que grupos que pensam, agem e possuem expectativas diferentes, convirjam na satisfação das suas necessidades individuais.

Provavelmente, após as compras, ou no final do expediente, ou ao verificar os extrato na conta, eles possam terminar o dia com um grande sorriso no rosto e com o prazer de participar, de uma ou de outra forma, do cotidiano da sua empresa e de tê-lo como parceiro. E isto é ótimo!

Leia a série completaO que se espera de um bom Administrador

About Antonio Martins Jr.
Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *