Menu de Páginas do Blog

Foco no Empreendedorismo em Rede

As contribuições de Taylor, Fayol e Mayo para a ciência da Administração

Para poder falar destas três figuras emblemáticas da Administração, devemos tratar de compreender como cada um contribuiu para a evolução desta importante área do conhecimento humano.

Desta forma, em miúdos:

TaylorFrederick W. Taylor contribuiu, entre outras coisas, para a eficiência operacional e a produtividade, por meio dos seus estudos de tempos e movimentos e da especialização do trabalhador em sua função. Além disso, seus estudos possibilitaram remunerações e incentivos por metas de produção, aumento na produtividade e a redução nos desperdícios, na alta rotatividade e nos horários de trabalho.

Henri FayolHenri Fayol transformou a Administração numa disciplina a ser estudada. Pela primeira vez ouviu-se sobre as funções de um administrador: Planejar, Organizar, Comandar, Coordenar e Controlar. Preocupou-se com a estrutura organizacional como um todo, institucionalizando e estabelecendo hierarquias claras na organização.

Elton MayoElton Mayo, além de pesquisador das organizações, foi o mentor da Teoria das Relações Humanas. Famoso pela Experiência Hawthorne, foi com ele que as empresas aprenderam e começaram a estudar os funcionários sob a ótica da complexidade humana no processo de produção. Em seus estudos, observou-se os sentimentos do trabalhador e a forma como formavam e interagiam com seus grupos informais dentro da organização. Para Mayo o conflito é uma chaga social, a cooperação é o bem-estar social.

Bem, essa é uma forma muito resumida para falar destes três. Portanto, este texto não é suficiente para apresentação de um trabalho acadêmico completo. Mas pode ser um bom começo de raciocínio.

Digo isto, porque é muito comum nas salas de aulas das faculdades de Administração, levantar-se o tema sobre quem seria o mais importante entre os três. Resposta difícil. Principalmente, se o assunto for observado desde diferentes pontos de vista. Eu diria que todos tiveram sua importância na Administração. Ora convergindo, ora divergindo. Em realidade, mais divergindo que convergindo. Mas, tudo bem. É do jogo.

O que realmente importa, é que hoje, de certa forma, todas estas teorias se complementam e fazem parte de um todo na administração de muitas empresas. Um administrador que não conhece, pelo menos por alto, estas teorias, dificilmente saberá lidar adequadamente com os desafios técnicos, institucionais e de relacionamento que terá pela frente.

Claro, as teorias da Administração não terminam nestes três personagens; eles apenas deram os primeiros passos. Faltaria tempo para falar de A. Simon, C. Barnard, D. McGregor, R. Likert, C. Argyris, H. Emerson, H. L. Gantt, Gilbreth, Oliver Sheldon, Ford, Myersion, Urwick, L. D. White, Peter Drucker, Maslow, entre tantos outros. Cada um deixou seu legado, seu aporte à Administração. Estudá-los, é a melhor forma de entender as complexidades da profissão.

About Antonio Martins Jr.
Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

2 Comments

  1. Quais os pontos fracos à teoria de Taylor?

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *