Menu de Páginas do Blog

Gestão | Empreendedorismo | Carreira

A melhoria do trabalho no uso das novas tecnologias

A tecnologia, a grosso modo e diferentemente do que se imagina à primeira vista, é a forma como o homem emprega diversas ferramentas para fazer/cria/inovar coisas. Das mãos se passou às pedras, aos animais, ao ferro, ao vapor, ao petróleo, aos chips, aos bites, à informação. “O homem criou a tecnologia, a tecnologia transformou o homem”.

Essa mesma tecnologia faz com que seja praticamente impossível a subsistência, ao longo do tempo, de empresas ou empreendedores sem visão de futuro. Quem quiser permanecer no mercado e garantir o seu espaço ao sol, deverá, obrigatoriamente, adaptar-se a este novo ambiente tecnológico, onde a circulação da informação ocorre de maneira cada vez mais instantânea. Onde o intuito principal é tratar de atingir sempre o interlocutor certo na hora certa, seja para vender algo ou para transmitir uma ideia. E desta forma, fornecer melhores resultados, agilizar processos, aumentar o fluxo de informação em circulação e garantir a integridade da mesma. Além disso, procura-se integrando as equipes, ajudando na tomada de decisões e, através da otimização constante, gerar resultados cada vez melhores, ao tempo que se proporciona satisfação aos clientes, através da entrega de serviços, com maior eficiência e eficácia.

O uso da tecnologia nos obriga, também, focar(e muito!) o ambiente externo. Pois a concorrência é acirrada demais e as inovações não param de acontecer o tempo todo. Inevitavelmente, entra em cena o Benchmarking. Afinal, é preciso reconhecer  nossas  fraquezas e procurar saber o que o mundo exterior faz melhor que nós e mudarmos o quanto antes, para melhorar o nosso “modo de fazer” antes de sermos atropelados pelos nossos concorrentes.

Mas, a adaptação não é tão fácil assim em alguns casos. Muitos empresários (principalmente os mais antigos) relutam com a ideia de terem que se adaptar aos novos tempos, às novas ferramentas tecnológicas. Estes, ao prosseguir em seu relute, fatalmente verão suas organizações perderem espaço paras as empresas cujos empreendedores possuem uma visão arrojada e inovadora. Exemplos há aos montes. Olivetti e Kodak, só por citar alguns.

E é justamente este tipo de visão arrojada e inovadora que faz toda a diferença. É ela que nos dá coragem para investir; para utilizar estas novas ferramentas que transformam o mundo, que transformam o homem.

About Antonio Martins Jr.
Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *