Menu de Páginas do Blog

Foco no Empreendedorismo em Rede

Como manter o controle sobre as finanças pessoais e evitar ficar com as contas no vermelho

Uma parte da boa repercussão que a série “Orçamento Familiar” tem recebido, deve-se ao fato de que os pontos apresentados aqui são uma mescla de conselhos de diversos especialistas sobre o assunto de finanças pessoais e familiares. Um desses especialistas é o Administrador e Consultor Financeiro Gustavo Cerbasi, autor do livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos“, da editora Gente. Já o li tantas vezes que, praticamente, tornou-se um manual para mim. Você pode adquiri-lo Neste Link e recebê-lo em casa, como eu o fiz.

contas-vermelho

Bom, agora vamos diretamente às orientações sobre como evitar os transtornos resultantes do saldo negativo no final do mês.

Planilha de orçamento

Organize detalhadamente, em uma planilha eletrônica no computador ou no papel mesmo, seu orçamento mensal. Identifique todas as entradas e saídas de dinheiro que terá nos próximos trinta dias. Faça disto um hábito. Controle suas contas na ponta do lápis.

Afinidade com os objetivos

Adapte seu orçamento às suas metas e objetivos de vida (casa própria, estudos, viagens, automóvel, etc).

Controle o seu crédito

Não é porque o banco te “presenteou” com um limite maior, que você será obrigado(a) a utilizá-lo. Tenha cuidado com esta armadilha. Contabilize todas as suas compras feitas com cartão e com cheque pré-datado. Elas devem caber na sua sobra de caixa mensal. Se não há sobras para garantir o pagamento, não utilize o seu limite do cartão e muito menos o cheque pré.

Não gastar mais do que ganha e economizar dinheiro

Se sua renda tem um limite, suas compras também devem ser limitadas. Assim funciona o capitalismo. No entanto, sempre é possível economizar algum dinheiro, independente da quantia. Economize pelo menos entre 5 e 10% de sua renda mensal. Guarde na poupança, reserve para uma emergência, invista na previdência, em títulos, etc.

Evitar o cheque especial

Os altos juros farão a dívida virar uma bola de neve. Com o tempo deverá realizar ações drásticas, como a liquidação de bens ou até a sua perda definitiva.

Financiamentos

Somente nos casos que o valor das parcelas se encaixem com folga no seu orçamento mensal; caso contrário, certamente passará sufoco para pagá-las.

Pagar as contas em dia

Esta é uma ótima maneira de se evitar multas, juros e outras despesas decorrentes. Por exemplo: Uma economia de R$ 6,00 na multa mensal da conta de água, pode até parecer irrisória. Mas veja o que acontece se calcularmos a longo prazo: R$6,00 mensais em 10 anos é igual a R$ 720,00. Se economizarmos isto em forma de poupança, com o rendimento, esse valor chegaria a quase mil reais!

Esse foi o cálculo de apenas uma conta, imagine o quanto será possível economizar fazendo o mesmo com todas as outras contas, faturas, gastos supérfluos e desperdícios.

Leia a série completaOrçamento Familiar

Antonio Martins Jr. – já publicou 233 posts neste blog.Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

468 ad

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *