Menu de Páginas do Blog

Gestão | Empreendedorismo | Carreira

SWOT, a análise que te faz forte

O planejamento é a ação mais importante durante toda a vida útil de qualquer negócio. Nisto, todos concordam e não restam dúvidas. Porém, muitos tropeçam no dispêndio de tempo e de energia necessários para elaborar um. Neste post, vamos tratar de uma parte fundamental do Planejamento: a Análise SWOT.

Duas observações antes de continuar:

  • Obs. 1: A maioria das empresas que encerraram suas atividades e fecharam as portas não possuiam um planejamento(55% delas, segundo o Sebrae).
  • Obs. 2: SWOT é a sigla em inglês para “Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças”. Também identificada pelas suas siglas em português como FOFA ou FFOA.

Para começar, a estrutura básica de um planejamento é esta:

  1. Determinar objetivos;
  2. Análise Ambiental Externa e Análise Ambiental Interna;
  3. Formulação de alternativas(Checklist das coisas à fazer);
  4. Elaborar o planejamento(Organizar as ideias, distribuir tarefas, elaborar cronograma, direcionar recursos);
  5. Execução;
  6. Avaliação dos resultados;
  7. Retroação.

A Análise SWOT localiza-se nas “Análises Externa e Interna” e, via de regra, exige visão analítica, boa dose de cognição, critério, tempo e, pelo menos, um comparativo. Este último, está encarnado nos nossos concorrentes diretos. Isto, porque você deve possuir um parâmetro para concluir se uma determinada qualidade sua é uma força ou uma fraqueza, em comparação com o que há no mercado.

Análise SWOT

Exemplo extraído do livro “Administração – Teoria, Processo e Prática”, de Idalberto Chiavenato

SWOT – Análise Interna

Do lado da análise interna, temos as Forças e as Fraquezas. Caracterizam-se por serem fatores que podem ser afetados pelas ações e decisões da própria empresa.

FORÇAS

É o que a sua empresa têm de melhor. Seu diferencial. É tudo o que está perfeita e tranquilamente sob o seu domínio. É o passo à frente da concorrência. É a excelência na prestação do serviço e na qualidade do produto. Geralmente, nas suas forças, você é um líder, se não absoluto, pelo menos um deles.

Algumas perguntas que podemos nos fazer para identificar as nossas forças, são:

  • Quais dos nossos produtos e serviços estão totalmente alinhados com as necessidades dos nossos clientes?
  • Em quais pontos ouvimos mais elogios dos nossos clientes?
  • A tecnologia que utilizo para realizar os meus serviços e produtos, é melhor ou igual que a dos meus seguintes concorrentes: …

FRAQUEZAS

É tudo aquilo o que a empresa faz, mas que, contudo, não é o seu forte. Em miúdos, é tudo aquilo que, notadamente, outros fazem melhor que você. Geralmente, são setores que podem ser melhorados na empresa, pois são áreas de aproveitamento potencial.

Algumas perguntas para elaborar a lista de fraquezas, podem ser:

  • O quê e como o líder nesta área faz melhor que eu?
  • Em relação aos meus concorrentes, os meus serviços e produtos deixam a desejar nos seguintes pontos: …
  • Cinco áreas na minha empresa que podem ser melhoradas nos próximos XX dias: …

SWOT – Análise Externa

Os seguintes fatores, em geral, independem das ações e decisões da nossa empresa. Ou seja, estão totalmente fora do nosso controle, também conhecidos como situações de “força maior”. Nestes quesitos, será necessário habilidade para aproveitar as oportunidades e driblar os acontecimentos que possam afetar negativamente a organização.

OPORTUNIDADES

Fatores externos favoráveis – não necessariamente positivos – que se apresentam como uma oportunidade para melhorar o negócio ou iniciar uma nova aventura empreendedora. Por exemplo: a crise da água no Sudeste brasileiro em 2014, revelou diversas oportunidades vinculadas à venda de acessórios do ramo hídrico, tais como: válvulas de economia de água; válvulas para impedir o ar nos hidrômetros; sistemas de captação a armazenamento de água da chuva; caixas d’água etc. Alguns destes componentes não tinham muito sentido antes da crise.

As oportunidades também podem surgir com: mudanças na legislação ou normas ambientais; surgimento de alguma nova tecnologia; mudança na situação sócio-econômica da população; crises diversas etc.

Para identificar as oportunidades, eu poderia me perguntar:

  • O que há de novo em tecnologia no meu ramo de atuação?
  • Quais mudanças de leis em andamento no Congresso podem representar uma oportunidade de negócios para mim?
  • Como eu poderia aproveitar o aumento ou a redução da renda dos meus clientes atuais?
  • Quais são as maiores reclamações dos clientes sobre os meus concorrentes, que eu poderia aproveitar para superá-los?

AMEAÇAS

Fatores externos que representam riscos à operação da empresa. Por exemplo: mudanças na legislação ou regulamentação do setor; crises econômicas; escassez de mercadoria ou matéria-prima; sensíveis mudanças demográfica; agressividade da concorrência, fenômenos naturais, entre outros.

Algumas perguntas e reflexões para identificar ameaças:

  • Neste ano a economia se comportou melhor que o ano passado no meu segmento ou tudo deu errado e eu fiquei com o Caixa baixo?
  • O que o governo fez com os índices de juros e impostos? Aumentou ou reduziu? Como isto afeta os meus custos?
  • Algum Órgão Federal acaba de modificar as especificações do meu produtos, de modo que eu já não posso comercializá-lo. E agora, o que eu faço com o estoque antigo? Tenho condições de fazer uma reposição rapidamente?
  • Um fenômeno natural acaba de destruir parte das instalações da minha empresa. Tenho acesso fácil aos recursos que preciso para financiar as reformas?

A Análise SWOT é um item indispensável para qualquer empresa com visão de futuro. Inclusive, esta ferramenta pode ser utilizada no âmbito pessoal. Faça um teste profissional com a SWOT. Garanto que não irá se arrepender!

Todos os pontos colocados neste post, representam apenas a ponta do Iceberg da Análise SWOT. Existe muita literatura confiável por aí, que indicam o passo-a-passo para fazer uma SWOT imbatível.

Leia mais sobre outras ferramentas de gestão na nossa seção de Ferramentas.

About Antonio Martins Jr.
Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *