Menu de Páginas do Blog

Gestão | Empreendedorismo | Carreira




Freelancer: Quanto cobrar pelos serviços prestados?

frellaDefinitivamente, não ha uma regra sobre o quanto cobrar pelos serviços freelance no mercado. O profissional deverá ter um certo “jogo de cintura” para lidar não somente com o fator preço, mas também com o fator concorrência, principalmente em se tratando de serviços que são facilmente encontrados na Internet.

Antes de fixar um preço razoável por hora/dia/projeto considere:

  • O tipo de serviço que prestará
  • Tempo de experiência no mercado
  • A tecnologia que utiliza
  • O cenário atual do seu mercado
  • Para quem prestará o serviço

Antes de prosseguir, sugiro que determine um piso mínimo no seu preço e o siga religiosamente, independentemente dos preços cobrados pelos outros. Não ultrapasse (para baixo) este limite por nenhum motivo. Fazendo assim, estará respeitando-se a si mesmo como profissional e respeitando seus colegas freelancers que prestam o mesmo serviço que você.

Como calcular os preços a cobrar pelos serviços

Geralmente, calcula-se o preço de um serviço freelance partindo de três princípios básicos:

  • O mercado
  • O estilo de vida, interesses ou necessidades
  • A bagagem de experiência e tempo de atuação

O mercado

Qual é a média dos preços praticados no seu ramo? Como exemplo vou tomar a profissão de tradutor. O Sindicato Nacional dos Tradutores (SINTRA), sugere o valor de R$ 0,30 centavos por palavra traduzida de um idioma estrangeiro ao português e R$ 0,40 centavos por palavra, pela versão, ou seja do português para um idioma estrangeiro. Estes preços são modestos, mas são justos. Porém eu, como tradutor freelancer em algumas ocasiões, tenho visto gente cobrando o preço infame de R$ 0,04 centavos por palavra. Eu tenho um piso muito bem definido e, logicamente, está muito acima dos que cobram R$ 0,04 centavos por palavra. Já “perdi” muitos projetos por isto, mas é o preço a pagar por reconhecer o nosso valor como profissional e a qualidade que podemos oferecer. Ponto.

Neste caso, o freelancer pode cobrar a média de preços praticados no seu ramo de atuação, seja por horas, por dias, por projetos, etc.

Estilo de vida e/ou necessidades

Quanto é o seu custo de vida? Quanto precisa cobrar para, no mínimo, pagar todas suas contas e sobreviver? Neste caso, para chegar a um preço razoável, deverá somar todos os valores em questão e dividi-los pelo número de horas/dias trabalhados, claro, considerando que todas estas horas serão ocupadas na atividade. Já que as horas ociosas terão uma rentabilidade igual a zero.

Bagagem profissional

Esta seria, talvez, a melhor forma de cobrar, pois já conta com a experiência que os bons clientes sempre procuram. Neste caso, ainda que eles tenham outras opções mais baratas no mercado, certamente chegarão até você. Pois eles conhecem sua fama, seriedade, qualidade, agilidade e outros tantos atributos que o diferenciam. Este fato lhe permite cobrar inclusive acima da média do mercado. Mas o problema neste caso, consiste em que serão necessários entre 5 e 10 anos  de atividade constante e aprovada para posicionar-se como referência e ganhar a reputação necessária para atingir este patamar.

Mas não podemos esquecer que a razão central de qualquer prestação de serviço deve ser a excelência. O dinheiro virá como consequência da qualidade do serviço prestado.

Aqui deixo uma relação de posts relacionados ao assunto dos freelancers que já foram postadas aqui no blog e que talvez seja do seu interesse:

About Antonio Martins Jr.
Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

9 Comments

  1. Nossa, me ajudou por demais! Vou iniciar a prestação de serviços administrativos a micro e pequenos empresários e não tinha noção de quanto poderia cobrar por hora. Muito obrigada viu! Abraço!

    • Legal Carolina!

      É um prazer ajudar. Boa sorte na sua nova empreitada!

      Abraço!

  2. Muito obrigada pelas orientações, foram esclarecedoras. Estou avaliando a abertura de um negócio de prestação de oficinas educacionais e estava com muitas dúvidas acerca de quanto cobrar, pois minha experiência até agora era como professora e não como freelancer.

    • Oi Daniela!

      Eu que agradeço a sua visita ao blog. Espero recebê-la mais vezes por aqui e, também, que tenha muitos êxitos nessa nova empreitada… torço muito por iniciativas como a sua.

      Um abraço!

      • Boa noite,Recebi uma proposta para trabalhar como freelancer na area contabil (lancamentos contabeis, fechar balanco).
        Qual valor devo cobrar por empresa?
        Pode me orientar por favor?

        • Olá Rosen,

          Existem muitas variáveis que influenciam na fixação de preços por serviços como o seu. Por exemplo: Em qual Estado é Região do país você vai prestar seus serviços, o faturamento médio da empresa, em média quantos lançamentos a empresa vai precisar por ano, e mais algum detalhe que possa fornecer.

          Se preferir, pode passar estes dados pela área de contato do site.

          Abraços!
          Antonio

  3. A Vivilia.com é uma bõa alternativa para redatores freelancer, jornalistas , blogueiros. Olha só http://vivilia.com/pt

    Você pode ganhar até US$10 por artigo

  4. Bom dia!
    Gostaria de indicar meu video, onde comento sobre como se calcula os valores para produções autorais, inclusive tradução:
    http://www.youtube.com/watch?v=w6T2lysmxl0&feature=plcp&list=PLbKQxer9T0Ie0IvRstcyDhPlQLUQNA4xE
    Grande abraço, Thais

Trackbacks/Pingbacks

  1. Enfoquenet: E o blog cumpriu dois anos - EnfoquenetEnfoquenet - [...] Freelancer: Quanto cobrar pelos serviços prestados? [...]

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *