Pages Navigation Menu

Foco no Empreendedorismo em Rede

Geração Y: comportamento e como as empresas devem aprender a lidar

Já parou para pensar como as coisas vêm mudando, nos quesitos: geração, tecnologia e corporativo?

No século passado, os jovens aceitavam o que viesse como proposta de emprego, hoje em dia as recusas são enormes; já analisou todo contexto? Pois é, estamos em outro século. As oportunidades estão sendo vistas de forma desvalorizada para quem está iniciando na carreira profissional.

A geração Y almeja de imediato um trabalho “TOP” sem se esforçar muito. Como assim!? Tudo bem, ser um recém formado, mas só isso conta para o mercado de trabalho? As empresas dão oportunidades de acordo com cada perfil, para que possa crescer gradualmente. Na hora da entrevista o jovem aceita a proposta, mas já pensando em ser promovido, vai mudar algumas coisas, mostrar que sabe mais e, quem sabe querer aumento de salário, etc.

É percebido que a geração Y, também conhecida como a era da tecnologia, possui um perfil mais avançado, ou seja, mais desenvolvido pelo fato de estar rodeado de informações com o mundo digital. São mais exigentes, com necessidade de obter a todo o momento contato com a tecnologia e conseguir se comunicar de uma forma mais fácil e eficaz.

As empresas, com toda essa mudança, estão cada vez mais investindo na tecnologia para proporcionar mais qualidade interna e externa, liberando mais acesso às mídias e outras tecnologias que possam trazer um ambiente mais moderno.

Também é notado que a geração Y acaba não permanecendo muito tempo nas empresas, pelo fato de não conseguir ficar naquele determinado cargo fazendo as mesmas coisas, eles querem mais e mais! Não tem paciência de passar pelas etapas para ir crescendo ou até mesmo aceitar ordens, seguir regras e políticas determinada pela empresa. Para a geração Y, isso é perda de tempo “careta”. Costumam pedir e receber o que querem; aos poucos mudam pensamentos antigos, levando à sociedade a um novo estágio, que será muito diferente do que conhecemos.

Possuem um perfil questionador e rebelde, mas ao mesmo tempo criativo e com atitude de querer ser diferente. É uma turma que está ligada nas mídias a todo vapor e necessita de coisas novas a todo o momento.

Claro, nem todos que nasceram em determinada geração pensam e agem de acordo com a época, por isso, não vamos generalizar, pois o objetivo é mostrar como tudo vem acontecendo.

Pensando assim, as organizações já identificaram a importância da interação da geração Y com outras gerações. Desta forma, as empresas estão agindo estrategicamente para retê-los, instituindo programas de atração e retenção de jovens. Em alguns casos, tornando-se mais flexíveis e modernas para não perder aquele profissional que traz resultado de uma forma diferente. Até mesmo, existem empresas que foram geradas através da geração Y e tem as características em sua Cultura Organizacional, onde os negócios são gerados através de profissionais com outra forma de pensar e agir, trazendo um conceito novo e bons frutos.

Tamiris dos Santos Silva – já publicou 8 posts neste blog.Secretária Executiva há 7 anos em uma Multinacional, formada em Recursos Humanos, Secretariado e cursos de RH e cursando MBA em Gestão Estratégica. Entre outras atividades, prestando assessoria em criação de curriculum e dicas de Carreira.

468 ad

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *