Menu de Páginas do Blog

Gestão | Empreendedorismo | Carreira

Cinco coisas que aprendi sobre liderar pessoas e fazer parte de uma equipe – 2ª parte.

Esta é a segunda parte das 25 coisas que aprendi sobre diversos assuntos. A primeira está aqui. Neste post, vamos tratar um pouco sobre os fatores que devemos considerar quando o assunto é liderar pessoas.

Liderar pessoas, uma tarefa nada fácil

Cada indivíduo é único

No trato com pessoas, as generalidades são imprudentes. Cada integrante da equipe reage à sua maneira a situações comuns. Por exemplo: Chamar alguém que se destacou à frente e reconhecer seu bom desempenho diante do grupo pode ser interpretado como uma ótima recompensa para muitos, porém há quem pense que isto seja uma exposição humilhante e desnecessária, inclusive o próprio homenageado pode pensar assim. Conhecer a fundo seus subalternos não é apenas o papel, mas uma obrigação do líder.

A autoridade do líder é outorgada pelo grupo

Já tive algumas discussões calorosas ao respeito. Muitos não sabem diferenciar Autoridade e Poder. O Poder muitas vezes é alcançado por meios coercitivos: política, militar, força, dinheiro, etc. Já a Autoridade é o respeito e reverência pelo que os subordinados, por algum motivo, aceitam submeter-se às ordens de alguém, não pela força mas sim pela confiança e capacidade transmitida pelo líder.

Ser uma equipe nem sempre significa estar junte

“Muitos líderes (…) são pessoas realmente preparadas para assumir a posição à que se predispõem a assumir”

As habilidades e personalidades de cada integrante da equipe devem ser complementares e não repetitivas. De nada adianta ter um amontoado de gente fazendo exatamente a mesma coisa sendo que há outras tarefas que exigem habilidades distintas para serem realizadas. A não ser que se trate de um setor de produção de uma fábrica a equipe não precisa estar confinada em um mesmo lugar para que a empresa funcione.

O poder muda as pessoas

Quanto a isto não é preciso dizer muito. Todos sabem o que acontece quando alguém sem condições recebe um pouco mais de poder. Este é um teste fantástico para separar o joio do trigo.

Mostrar com exemplos

Este tópico serve tanto para líderes como para os colaboradores da equipe. O exemplo é o maior divisor de águas, pois é ele quem revela as realidades por detrás dos corações engessados pelo orgulho ou cheios de boas intenções. Fazer é melhor do que mostrar como fazer. Muitos líderes ganham autoridade do seu grupo por que mostram com seus exemplos que são pessoas realmente preparadas para assumir a posição à que se predispõem a assumir. Inclusive em silêncio é possível ensinar mais do que horas de treinamento. Os exemplos de Cristo, Gandhi e Madre Tereza fazem sentido neste contexto para você? Você se lembra do ditado que diz que um gesto vale mais que mil palavras?

Leia a série completa: Cinco coisas que aprendi sobre…

About Antonio Martins Jr.
Fundador e gestor do blog Enfoquenet. Bacharel em Administração de Empresas. MBA em Gestão Estratégica. Autodidata na maior parte do tempo. Webdesigner, com ênfase no WordPress desde o início do século. Aficionado em fotografia e jardinismo.

No Comments

Trackbacks/Pingbacks

  1. Cinco coisas que aprendi sobre marketing | Enfoquenet - [...] Cinco coisas que aprendi sobre liderar pessoas e fazer parte de uma equipe – 2ª parte [...]
  2. Cinco coisas que aprendi sobre uma empresa de sucesso | Enfoquenet - [...] Cinco coisas que aprendi sobre liderar pessoas e fazer parte de uma equipe – 2ª parte [...]
  3. Cinco coisas que me estimulam a atingir meus objetivos – 1ª parte. | Enfoquenet - [...] Cinco coisas que aprendi sobre liderar pessoas e fazer parte de uma equipe – 2ª parte [...]
  4. Cinco coisas que aprendi sobre gerenciar o dinheiro – 3ª parte. | Enfoquenet - [...] Cinco coisas que aprendi sobre liderar pessoas e fazer parte de uma equipe – 2ª parte [...]

Comente o post!

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *